Livro sobre centenário do cinema pernambucano será lançado nesta segunda (6)

Os jornalistas Ernesto Barros e Germana Pereira lançam, nesta segunda-feira (6), o livro “História Ilustrada dos 100 anos do Cinema Pernambucano”. A publicação apresenta um panorama do setor tendo como marco histórico 1923, ano do início da produção do longa-metragem Retribuição, considerado o primeiro filme de ficção feito em Pernambuco, até a premiada cena do cinema contemporâneo.

O lançamento da obra, publicada pela editora Tangram Cultural, com incentivo do Funcultura Audiovisual, será a partir das 19h, no Cinema da Fundação do Derby.

De acordo com Germana, a obra “é uma celebração visual, fruto de décadas de dedicação e pesquisa no campo audiovisual em Pernambuco, resultado da convergência de nossas trajetórias, o que nos permitiu explorar a diversidade da produção cinematográfica pernambucana”.

O livro perpassa do pioneirismo da produção pernambucana no início do século 20, com o início do Ciclo do Recife (1923-1931), passando pelo Ciclo do Super 8 (entre 1970-1980), até a fase mais profícua do audiovisual conterrâneo a partir dos anos 2000. Essa fase mais recente é representada por duas gerações de realizadores como Paulo Caldas, Marcelo Luna, Lírio Ferreira, Cláudio Assis, Clara Angélica e Hilton Lacerda, seguida por Marcelo Gomes, Kleber Mendonça Filho, Sérgio e Renata Pinheiro e Marcelo Pedroso, entre outros.

“Nós trabalhamos nessa pesquisa como uma espécie de enciclopédia”, disse Ernesto Barros, responsável pelos textos. Ele, que é jornalista com experiência em cobertura de festivais e crítica cinematográfica, lançou mão dessa experiência para a publicação. “Durante esses anos todos, fui um interlocutor de vários desses cineastas. Hoje a gente tem um cinema que produz muito, que tem voz própria”, afirmou.

Resgate Histórico
A partir de uma investigação empreendida sobretudo no Arquivo Público Estadual e nos arquivos da imprensa local e da Fundação Joaquim Nabuco, o livro registra desde o primeiro filme de enredo, produzido pela Aurora-Film, passando pelo anúncio da inauguração do Cinema São Luiz no extinto jornal Folha da Manhã, em setembro de 1952, e o surgimento do Grupo de Cinema Super 8 do Recife, com Fernando Spencer e Celso Marconi, até o prêmio especial do júri para Bacurau (2019), de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, e o Prêmio Illy de Melhor Curta-Metragem na Quinzena dos Realizadores, ambos em Cannes, para Sem Coração (2023), de Nara Normande e Tião, atualmente em cartaz.

“É um convite para uma imersão nos filmes e eventos significativos que moldaram nosso cenário cinematográfico e a uma reflexão sobre as transformações sociais, paisagísticas, políticas, econômicas e culturais ao longo desta jornada. Mais do que narrar uma história, o livro é uma homenagem aos realizadores, artistas, técnicos, produtores e entusiastas que contribuíram para cada cena capturada nas telas ao longo de um século. Cenas que influenciaram e continuam a influenciar a identidade cultural de Pernambuco a partir do cinema”, disse Germana.

“Ao celebrarmos esses 100 anos de cinema em Pernambuco, também celebramos valores como paixão, talento, criatividade, luta e resistência, que permeiam cada página deste livro. Que esta leitura inspire novos projetos e contribua para manter viva a chama da cinefilia por muitas gerações em todo o país.”

O prefácio foi escrito pela pesquisadora e professora Amanda Mansur e abre as portas para a imersão na história ilustrada dos cem anos do cinema em Pernambuco. A capa, concebida por Carla Sarmento, é uma entrada visual para o mundo cinematográfico pernambucano. A versão e-book, que será lançada em breve, conta com audiodescrição da COM Acessibilidade Comunicacional.

JC

Formação de professores terá que ser pelo menos 50% presencial, decide Conselho Nacional de Educação

O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou uma determinação para que cursos de formação de professores (licenciaturas e pedagogia) tenham um limite de até 50% do tempo à distância. Para passar a valer, o parecer precisa ser homologado pelo Ministério da Educação (MEC). A formação de professores à distância é uma preocupação do ministro Camilo Santana, que já defendeu em diversas ocasiões a limitação do EaD especialmente para a docência. Por isso, a tendência é de homologação. No entanto, a decisão ainda não foi tomada.

“Precisamos ver qual o nível de qualidade desse professor formado à distância. E quando vai avaliar a prova do Enade, a gente vê que a nota é muito baixa. É esse nível de professor, com essa formação inicial, que estamos colocando no ensino básico”, afirmou o ministro, em junho de 2023, no programa da TV Cultura “Roda Viva”.

De acordo com dados do Inep, 65% dos concluintes em 2022 cursaram a modalidade a distância em cursos voltados para formação docente no último ano – crescimento de 119% em comparação com 2012. No mesmo período, a formação em cursos presenciais caiu de 66% para 35%.

Ao todo, o EaD concentra 165 mil concluintes; contra 90 mil dos cursos presenciais em 2022. Os números foram consolidados pelo Todos Pela Educação, a partir de análises do Censo da Educação Superior e do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), ambos do Inep. Essa expansão a distância foi impulsionada pela rede privada, que sozinha acomoda 60,2% dos concluintes em formação inicial docente.

O levantamento mostra ainda que a qualidade dos cursos de Licenciatura na modalidade EaD vem caindo ao longo dos últimos anos no país. Dos 15 cursos considerados, nove tiveram redução na nota bruta geral média do Enade, além de aumentar a distância entre as médias de quem se formou a distância e de quem fez seu curso presencialmente.

São eles: Artes Visuais, Ciências Biológicas, Educação Física, Física, Letras-português, Letras (português e inglês), Música, Pedagogia e Química. Também, em 2021, em todos os cursos de formação docente analisados, as notas médias EaD eram menores do que na modalidade presencial.

A decisão, no entanto, gerou reação no setor. Em carta aberta no último dia 12, a Associação Brasileira de Educação a Distância afirmou que o parecer “provocará uma redução drástica no número de professores formados no Brasil nos próximos anos” por, na prática, impedir que sejam ofertados cursos de licenciatura na modalidade a distância no Brasil.

Agência O Globo

PMPE apreende quase 17kg de maconha em Floresta

Na noite desta sexta-feira (5), policiais militares da 1ª CIPM prenderam um homem e apreenderam cerca de 17kg de maconha no município de Floresta.

A equipe realizava rondas na região, quando verificou um veículo suspeito trafegando na via. Foi feita a abordagem e os PMs encontraram 16,640 kg de maconha pronta para o consumo no interior do automóvel.

O suspeito, entorpecente e o carro foram levados para a delegacia de Polícia Civil da cidade para serem adotadas as medidas cabíveis.

Diário de Pernmbuco

Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 17,5 milhões no sorteio deste sábado

A Caixa Econômica Federal (CEF) sorteia neste sábado (6), às 20h, no Espaço da Sorte em São Paulo (SP), os seis números do concurso 2.709 da Mega-Sena. A estimativa de prêmio está em R$ 17,5 milhões, após ficar acumulado, pois não houve ganhadores no último concurso, na quinta-feira (4).

As apostas devem ser feitas até as 19h nas casas lotéricas credenciadas de todo o país, no site Loterias Caixa ou por meio de aplicativo do banco público para smartphones nas versões Android ou IOS. Para quem quiser acompanhar a sorte ao vivo, o sorteio será transmitido em tempo real pelo canal da Caixa no YouTube e no Facebook das Loterias Caixa.

A aposta simples da loteria mais cobiçada do país, com o mínimo de seis números, custa R$ 5. Mas é possível marcar mais números marcar, com o maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio.

Os sorteios da Mega-Sena são realizados três vezes por semana, às terças, quintas e aos sábados. Após os sorteios, os números de cada concurso ficam disponíveis para consulta no site Loterias Caixa.

Agência Brasil

Pernambuco prevê R$ 84,8 milhões para políticas de Assistência Social e Combate à Fome em 2024

Em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) de Pernambuco realizada nesta sexta-feira (23), ficou pactuado para 2024 o maior volume de investimento nos setores de Assistência Social e Segurança Alimentar e Nutricional da história do estado: R$ 84,8 milhões, unindo recursos estaduais e federais.

Essa pactuação estabelece o montante de recursos a ser destinado pelo Governo do Estado para os municípios, ao longo deste ano, no que diz respeito ao cofinanciamento de equipamentos como Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), Centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua (Centros Pop) e cozinhas comunitárias, além dos investimentos em serviços de acolhimento para crianças e adolescentes, abordagem social, benefícios eventuais e medidas socioeducativas.

“A governadora Raquel Lyra conseguiu, este ano, propor medidas inéditas para a Assistência Social, como a ampliação expressiva do cofinanciamento dos serviços de alta complexidade. Outra novidade é que Pernambuco começa a ter cofinanciamento para os serviços voltados à população em situação de rua e amplia os investimentos para a proteção básica e a média complexidade. Os municípios vivenciam essas situações, hoje, e receberão o apoio do Governo do Estado de maneira mais sólida”, pontua Carlos Braga, secretário de Assistência Social, Combate à Fome e Políticas sobre Drogas (SAS).

Assistência Social

A nova modalidade de cofinanciamento destinada aos serviços de Família Acolhedora, que se tornaram lei na atual gestão, foi um dos destaques desta reunião da CIB/PE. Em seu primeiro ano de existência, esta rubrica pactuou investimentos da ordem de R$ 1,1 milhão, com capacidade para contemplar a atuação de 60 famílias. O serviço de Família Acolhedora prevê o pagamento de uma bolsa-auxílio no valor de um salário mínimo para a família que assume a guarda de criança ou adolescente em situação de vulnerabilidade, afastados do convívio com pais ou responsáveis por decisão do Poder Judiciário, cabendo ao Governo do Estado o cofinanciamento de 70% do valor dessa bolsa. A responsabilidade é atribuída a famílias voluntárias, previamente selecionadas e preparadas por equipes técnicas da Assistência Social, com o devido acompanhamento judicial.

Em relação aos Centros de Referência Especializados em Assistência Social (CREAS), os 193 equipamentos existentes passaram a ser beneficiados pelo cofinanciamento em 2023, que só alcançava 60 unidades até o ano anterior. O valor da parcela mensal por unidade também sofrerá reajuste de R$ 2.500,00 para R$ 3.000,00, gerando uma pactuação total anual de R$ 7 milhões – 7% a mais que o valor pago em 2023 (R$ 6,5 milhões) e 381% a mais que o repassado em 2022 (R$ 1,4 milhão).

“Os valores históricos pactuados na reunião da CIB demonstram o compromisso da gestão estadual em transformar o cenário da assistência social em nosso estado. É claro que há muito mais trabalho a ser feito, mas esse alicerce financeiro é essencial, ao lado da parceria junto aos municípios, para que as mudanças possam começar a se consolidar”, complementa a secretária executiva de Assistência Social, Andreza Pacheco.

Combate à Fome

Para as cozinhas comunitárias, que integram o programa Bom Prato, um dos módulos do Pernambuco Sem Fome, o orçamento pactuado para o cofinanciamento em 2024 é de R$ 37,1 milhões, sendo R$ 2 milhões para a instalação de novas cozinhas e R$ 35,1 milhões para o custeio da rede já existente. É um aumento de 107% em relação aos R$ 17,9 pagos em 2023 e de 238% em comparação aos R$ 10,9 milhões repassados em 2022.

A CIB pactuou também que 32 municípios vão ganhar a segunda unidade de suas cozinhas comunitárias, elevando o total de equipamentos pactuados para 197. “Continuaremos fortalecendo a rede de cozinhas comunitárias, com a adesão de novos municípios ao cofinanciamento de investimento e com o repasse do custeio mensal para as que já foram inauguradas e as que estão em processo de implantação. Nossa meta é ultrapassar a marca de 200 cozinhas inauguradas, garantindo alimentação adequada ao nosso povo”, detalha Felipe Medeiros, secretário executivo de Combate à Fome.

Folha PE

Polícia prende primeira pessoa por reconhecimento facial em Pernambuco

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) informou que realizou, neste Sábado de Zé Pereira (10/2), a primeira prisão com a ajuda das câmeras de reconhecimento facial, que estão em uso inédito no Carnaval pernambucano 2024.

Segundo a secretaria, o preso é um foragido da Justiça que foi identificado por volta das 8h. As equipes confirmaram que a imagem do homem de 46 anos era compatível com a fotografia incluída no Banco Nacional de Mandados de Prisão.Assim, logo após ser feita a confirmação de que o mandado permanecia válido, uma equipe de campo realizou a abordagem e conduziu o foragido à uma delegacia de polícia, onde permanecerá à disposição da Justiça. A SDS não repassou mais detalhes da prisão.

A ideia é rastrear 15 mil foragidos da Justiça, que poderão ser presos se frequentarem os polos carnavalescos. Apesar do imediato resultado, a tecnologia de reconhecimento facial, usada pela primeira vez no Carnaval do Recife e de Olinda, foi alvo de críticas entre especialistas da área de segurança pública. Em geral, eles apontam que há falhas e que elas resultam em prisões injustas – principalmente de negros.

Dois kits com equipamentos de reconhecimento facial estão sendo usados no Estado desde o fim de 2023. E nos dias oficiais de folia passaram a ser utilizados para identificar pessoas com mandados de prisão em aberto – como a prisão da manhã deste sábado.

JC Online

CBF sorteia confrontos da 1ª fase da Copa do Brasil na terça-feira

O sorteio dos confrontos da primeira fase da Copa do Brasil, que reúne ao todo 92 times de diversas divisões do futebol nacional, será na próxima terça-feira (30), às 15h (horário de Brasília), na sede da CBF, no Rio de Janeiro. De acordo com a entidade, no mesmo dia também serão definidos os mandos de campo da segunda fase. O sorteio terá transmissão ao vivo online. A primeira fase está programada para começar em 21 de fevereiro.

Além dos 80 clubes da fase inicial contemplados no sorteio, outros 12 times previamente classificados ingressarão na Copa do Brasil apenas na terceira fase, quando a disputa ocorrerá com jogos de ida e volta. São eles: Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG, Grêmio, Botafogo, Bragantino, Athletico-PR, Vitória, Fluminense, São Paulo, Ceará e Goiás.

Para realizar o sorteio dos primeiros confrontos do torneio, a CBF distribuirá os nomes dos 80 times da fase inicial em oito potes. De um lado, ficarão os times mais bem colocados no Ranking Nacional de Clubes (RNC), alocados nos potes A, B, C e D. Tais equipes farão a estreia fora de casa, no entanto terão a vantagem do empate para avançarem à segunda fase. Do outro lado estarão os demais 40 clubes distribuídos pelo potes E, F, G, H.

Entre os clubes estreantes no torneio mais democrático do país, estão Água Santa, de Diadema (SP), Amazonas-AM, campeão da Série C do Campeoanto Brasileiro de 2023; Manauara-AM; Audax Rio (RJ); Olaria-RJ; Capital-TO; Grêmio Atlético Sampaio-RR; Itabuna-BA; e Petrolina-PE.

Agência Brasil

Jovem morre e outro fica ferido após suspeitos chegarem atirando na Praça da Sementeira em Petrolina

Um jovem morreu e outro fica ferido na noite da sexta-feira (26), após suspeitos chegarem atirando na Praça da Sementeira em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Uma das vítimas, um rapaz de 21 anos, chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos.

O outro jovem, também de 21 anos, teve seu braço atingido pelos disparos e foi encaminhado ao hospital. Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco informou que abriu um inquérito para investigar o caso.

G1 Petrolina

Palácio do Planalto é reaberto para visitação após três anos

O Palácio do Planalto voltou a receber visitas neste domingo, 14. De acordo o comunicado distribuído à imprensa pela Presidência da República, o prédio estava fechado para esse tipo de atividade havia três anos. O espaço passou por reformas e muitos de seus móveis e obras de arte foram restaurados, principalmente depois do ataque ao local em 8 de janeiro do ano passado.

O Palácio do Planalto foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer especialmente para abrigar a sede do governo. Era parte da construção de Brasília, ordenada pelo então presidente Juscelino Kubitschek no final dos anos 1950. O prédio foi inaugurado em 21 de abril de 1960. Depois, passou por reformulações. Por exemplo, foram instalados espelhos d’água em volta do Palácio em 1991. Os jardins foram concebidos pelo paisagista Roberto Burle Marx.

De acordo com o site da Presidência, a reabertura do prédio para visitação foi uma determinação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Antes, em maio de 2023, ele havia mandado retirar as grades que tinham sido colocadas em volta do Palácio do Planalto, segundo a presidência da República, cerca de dez anos atrás.

Na última semana, o Congresso também decidiu retirar as grandes que cercavam a sede do Legislativo. Em ambos os casos, tratou-se de gesto político para transmitir sensação de normalidade depois dos ataques de 8 de janeiro de 2023. Quem quiser visitar o Palácio do Planalto deve acessar o site visitapr.presidencia.gov.br para escolher um dia e horário. As visitas vão das 9 horas às 13 horas. Como o passeio é de cerca de uma hora, a visita da última turma se encerra por volta das 14 horas. Os grupos são de até 30 pessoas.As visitas são gratuitas e guiadas em português. De acordo com o Planalto, há possibilidade de visitas guiadas em inglês.

Roteiro
O roteiro inclui o térreo, onde fica o hall de entrada; o segundo andar, onde ficam os salões usados em solenidades, diversas obras de arte e a famosa rampa em forma de caracol; o terceiro andar, onde fica o gabinete do presidente da República; e o subsolo, onde há um espaço para exposições.

Não há primeiro andar no Palácio. A convenção é chamar de segundo andar o piso que, em outros lugares, seria chamado de primeiro.O quarto andar (equivalente ao terceiro em outros prédios) é onde ficam os gabinetes dos ministros palacianos e tem aparência menos cerimonial – apesar da vista para a Praça dos Três Poderes, o Supremo Tribunal Federal e o Congresso.

Estadão

Com muita educação, elogio e pedido de desculpas, assaltante rouba loja em shopping e manda vendedora se acalmar: ‘Sou profissional na área’

Um homem de 40 anos foi preso depois de assaltar uma loja de perfumes no Shopping Boa Vista, no Centro do Recife. Imagens de uma câmera de segurança registraram a ação e o que impressiona é a forma bastante educada e gentil com que o assaltante aborda a vendedora.

Após elogiar a maneira como a funcionária atende os clientes, o criminoso manda a mulher repassar alguns produtos e o dinheiro do caixa, “sem estresse”, e ainda agradece pelo atendimento. “Bote na sacola o perfume, por gentileza. Bem devagarzinho. Fique nervosa não que eu sou profissional na área. Tá bom? Mal nenhum eu vou fazer a você. Certo? O dinheiro ‘todinho’ que tiver aí, da nota mais alta à mais baixa, mete na sacola”, afirma o assaltante durante a abordagem.

O assalto foi registrado no videomonitoramento às 17h59 do sábado (13). Segundo a Polícia Civil, o homem foi detido na manhã deste domingo (14), após ser encontrado numa residência no bairro de Brasília Teimosa, na Zona Sul da cidade. Pela filmagem, enviada para o WhatsApp da TV Globo, é possível ver o início da abordagem, quando o assaltante, ainda se passando por cliente, começa a elogiar a atendente antes de passar a mão na cintura, como se tivesse uma arma, e ameaçar vendedora, dizendo que tem um “colega” do lado de fora da loja.

“Da mesma forma que vocês tratam bem os clientes, o meu objetivo aqui também é esse: tratar bem as pessoas. A minha função aqui não é fazer mal a ninguém. Não sei se você já entendeu. A senhora vai ficar bem calminha, devagarzinho, sem reagir. Se você reagir, […] vai ser difícil para você”, diz o ladrão.

As imagens mostram ainda que, depois de pegar a sacola com os itens roubados, o assaltante ainda pede desculpas à vendedora, dizendo que “essa é a minha função”, e ordena a funcionária a se dirigir a uma sala localizada ao lado do caixa. “Sem nenhuma reação. Devagarzinho, sem olhar para mim. Entre aí. Muito obrigado pelo atendimento. […] Vou pegar mais dois perfumes aqui, tá?”, diz o homem, que, logo em seguida, furta as mercadorias que estavam numa das prateleiras da loja.

Depois, ele vai até a porta pela qual a vendedora tinha entrado, diz para ela não sair e sai do estabelecimento. De acordo com a Polícia Civil, o homem confessou o crime e não estava com os objetos roubados quando foi preso. O caso segue sendo investigado pela Delegacia da Boa Vista. O g1 entrou em contato com o Shopping Boa Vista, mas, até a última atualização desta reportagem, não obteve resposta.

G1 Pernambuco

Vestibular indígena da Unicamp e UFSCar reúne 3,3 mil candidatos de 111 etnias em 6 cidades brasileiras

A edição 2024 do vestibular indígena unificado entre Unicamp e Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) ocorre neste domingo (14), em seis cidades brasileiras: Campinas (SP), Campo Grande (MS), Recife (PE), Santarém (PA), São Gabriel da Cachoeira (AM) e Tabatinga (AM). Estão inscritos 3.350 candidatos de 111 diferentes etnias.

A orientação é para que os candidatos cheguem aos locais de prova com antecedência. Os portões serão fechado às 13h, e a duração da prova é de 4 horas. São oferecidas 130 vagas na Unicamp, distribuídas em todos os cursos da universidade, e outras 65 vagas na UFSCar.

A prova será realizada em língua portuguesa, e ela é composta por redação e 50 questões de múltipla escolha, divididas da seguinte maneira:
Linguagens e códigos (14 questões);
Ciências da Natureza (12 questões);
Matemática (12 questões);
Ciências Humanas (12 questões).

O que pode e o que não pode levar
Os candidatos inscritos devem levar o original do documento de identidade indicado na inscrição, caneta de cor preta em material transparente, lápis preto, borracha. Os estudantes poderão tomar água e/ou sucos na sala e consumir alimentos leves durante a aplicação da prova. É vedado o uso de aparelhos celulares ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos, relógios digitais, corretivos de qualquer tipo, lapiseira, caneta marca-texto, bandana/lenço, boné, chapéu ou outros materiais estranhos à prova.

111 etnias
De acordo com a Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), a edição 2024 recebeu inscrições de estudantes de 111 etnias diferentes, sendo que a maioria é Ticuna, seguido das etnias Baré e Tukano. Ainda segundo a Comvest, o vestibular também conta com inscritos dos povos Yanomami, Guarani, Marubo, Munduruku, Pankararu, Potiguara. Veja a relação com as 10 etnias com mais candidatos:

Vestibular indígena 2024 – 10 etnias com mais inscritos

Ticuna – 677
Baré – 597
Tukano – 301
Baniwa – 182
Kokama – 149
Atikum – 113
Desana – 113
Tariana – 111
Kambeba — 93
Pankará – 81

Fonte: Comvest/Unicamp

Os candidatos precisaram comprovar durante a prova que pertencem a uma das etnias indígenas do território brasileiro, por meio da documentação indicada no edital.

Calendário
1ª chamada de convocados para matrícula – 05/02 – site da Comvest;
Matrícula virtual – das 9h às 17h de 06/02 – pelo mesmo portal;
Ao todo estão previstas até cinco chamadas de candidatos.

G1 Pernambuco

Prefeitura de Juazeiro divulga cronograma da Unidade Móvel Odontológica para o período de 15 a 19 de janeiro

A prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde (Sesau), informa o cronograma da Unidade Móvel de Atendimento Odontológico (UMO) para o período de 15 a 19 de janeiro. Serão realizados 15 atendimentos por dia, a partir das 8h. É necessário que os pacientes apresentem RG, CPF e Cartão SUS. Confira:

– 15/01: Segunda-feira – Local: Lagoa do Boi, em frente à UBS. Atendimento de 15 pacientes por demanda livre.
– 16/01: Terça-feira – Local: CAJ, em frente à UBS. Atendimento de 15 pacientes por demanda livre.
– 17/01: Quarta-feira – Local: Nossa Senhora das Grotas, em frente à UBS. Atendimento de 15 pacientes por demanda livre.
– 18/01: Quinta-feira – Residencial Praia do Rodeadouro, em frente à UBS. Atendimento de 15 pacientes por demanda livre.
– 19/01: Sexta-feira – Local: São Geraldo, em frente à UBS. Atendimento de 15 pacientes por demanda livre.

Iana Lima – Ascom Sesau

Governo de Pernambuco convoca 742 novos servidores e alcança o maior números de nomeações dos últimos dez anos

O Governo de Pernambuco convocou 742 novos servidores para compor os quadros da Secretaria de Educação, da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) e da Fundação de Aposentadoria e Pensões dos Servidores de Pernambuco (Funape). A nomeação foi assinada pela governadora Raquel Lyra e publicada na edição do Diario Oficial do Estado deste sábado (30). Com esse reforço, o estado alcança a marca de 5.945 nomeações, maior número registrado nos últimos dez anos.

“Chegamos ao último dia do ano com quase seis mil novos servidores nomeados, um recorde para um primeiro ano de governo, todos escolhidos via concurso público. Isso tudo foi possível a partir de um trabalho sério e ininterrupto, que orgazinou as contas e arrumou a casa, garantindo reforço em áreas fundamentais, como educação, segurança e saúde. Junto com esses novos servidores vamos fazendo as mudanças que Pernambuco quer e precisa”, destacou Raquel Lyra.

Do total, 674 profissionais serão locados na Educação, sendo 509 professores, 77 analistas em gestão educacional e 88 assistentes administrativos educacionais. Outros 33 exercerão as atividades na Adagro, sendo 15 fiscais de defesa agropecuária e 18 assistentes de defesa agropecuária. E por fim 35 novos servidores desempenharão suas funções na Funape, sendo 34 analistas em gestão previdenciária e 01 analista jurídico previdenciário.

Para a secretária de Administração, Ana Maraíza, a ampliação do quadro de servidores efetivos do Estado é também um compromisso da atual gestão. “Essa foi uma das missões que recebemos da governadora Raquel Lyra, a recomposição do quadro funcional. Com mais servidores poderemos ofertar serviços de mais qualidade à população”, pontuou a titular da pasta.

Com essas nomeações, o Governo do Estado soma 5.945 novos profissionais para quadros em diferentes secretarias. Entre as áreas mais beneficiadas estão educação, saúde e segurança, com 5,1 mil novos profissionais.

Ascom
Foto: Janaína Pepeu/Secom

Lula sanciona MP de Haddad para aumento da arrecadação em 2024

Nesta sexta-feira (29), o presidente Lula (PT) sancionou a Medida Provisória das subvenções, defendida pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT). A MP foi aprovada no Congresso Nacional na semana passada e representa uma das principais estratégias de arrecadação do governo para o ano de 2024.

Sem apresentar vetos ao material, Lula sancionou a Medida Provisória de Haddad que assegura o aumento da tributação federal em empresas que já detêm benefícios fiscais no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de estados. Essa é a principal medida do governo para assegurar um aumento na arrecadação de 2024. Como a meta para o orçamento do próximo ano é de garantir zero déficit fiscal, a gestão de Lula busca aumentar os recursos da União para suprir os gastos previstos.

O Ministério da Fazenda prevê que a MP consiga garantir um aumento de R$ 35 bilhões nos recursos da União, o que deve ajudar a manutenção da meta de déficit zero. A MP das subvenções garante que os impostos federais sejam elevados para empresas que detêm benefícios fiscais estaduais. O projeto de relatoria do deputado Luiz Fernando Faria (PSD-MG) também cria regras sobre as vantagens fiscais concedidas pelas unidades federativas que já estejam validadas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

É indicado que a partir da mudança, os incentivos fiscais disponibilizados pelos estados às empresas não poderão reduzir a base de cálculo nos impostos federais, caso esses benefícios sejam aplicados nas atividades de custeio da organização. Para cumprir sua parte na negociação, Lula não vetou nenhum dos termos adicionados no Congresso Nacional. Entre os tópicos acordados pelo líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), e mantidos por Luiz Inácio, foi o aumento do prazo de pagamento dos montantes ainda não pagos pelas empresas.

Foi apresentado a alteração da regra de desconto de 80% do valor em débito para empresas que pagarem no limite apresentado. Até então, esse tempo era de 12 meses, mas o acordo com partes do Congresso estipulou um prazo de até cinco anos. O Congresso também diminui a força da medida de fim da dedução dos juros sobre capital próprio (JCP). Os parlamentares mantiveram a regra do governo para acabar com o abatimento de juros pagos aos acionistas na base de cálculo de impostos federais, mas mantiveram dentro do JCP alguns mecanismos que mantém a utilidade da modalidade de juros.

JC Online

Dieese incremento do novo mínimo na economia será de R$ 69,9 bilhões

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) avaliou o impacto do reajuste do salário mínimo na economia. A entidade estima que 59,3 milhões de pessoas têm rendimento referenciado no salário mínimo, o que resultará em um incremento da renda anual no montante de R$ 69,9 bilhões.

Além disso, o Dieese estimou R$ 37,7 bilhões de aumento na arrecadação tributária anual sobre o consumo, como impacto também desse reajuste do mínimo. A partir de 1º de janeiro de 2024, o salário mínimo oficial do Brasil será de R$ 1.412. Considerando a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para o período de maio – mês em que houve o último reajuste – a dezembro de 2023, o ganho real chegou a 5,77%, conforme calculou o Dieese.

O aumento nominal de R$ 1.320 para 1.412 é de 6,97%, enquanto o INPC está estimado em 1,14%, de maio a dezembro. Se usado como referência o mês de janeiro de 2023, quando o salário mínimo era de R$ 1.302, o ganho real seria de 4,69%, em razão do reajuste (de 1,38%) abaixo da inflação ocorrido entre janeiro e maio. A variação do INPC foi de 2,42% no quadrimestre janeiro-abril. Diante disso, houve uma perda real de 1,01% no reajuste realizado em maio deste ano.

“Entretanto, o reajuste fixado para janeiro de 2024 mais do que compensa essa perda ocasional, resultando, como já dito, em ganho real de 5,77% em relação a maio de 2023”, avalia o Dieese.

Política de valorização
No ano de 2002, o salário mínimo ficou definido em R$ 200. Em relação à sua política de valorização, que trouxe aumento real em todos os anos de 2003 a 2016, o Dieese avalia que ela constitui um dos fatores mais importantes para o aumento da renda da população mais pobre e marca o sucesso de uma luta que promoveu um grande acordo salarial na história do país.

“A política estabeleceu, ao mesmo tempo, uma regra estável, permanente e previsível, promovendo a recuperação gradativa e diferida no tempo, com referência para os aumentos reais e estímulo ao crescimento da economia. A valorização do salário mínimo induz à ampliação do mercado consumidor interno e, em consequência, fortalece a economia brasileira”, divulgou a entidade em nota técnica.

O Dieese avalia ainda que, ao elevar o piso nacional, a política contribuiu para reduzir as desigualdades salariais entre homens e mulheres, negros e não negros, entre regiões do país. Além disso, teve impacto positivo sobre os reajustes dos pisos salariais das diversas categorias de trabalhadores e trabalhadoras.

Em janeiro de 2017, o reajuste ficou abaixo da inflação, acumulando perda real de 0,10% no período de um ano, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Em janeiro de 2018, a perda real acumulada foi de 0,25%.

Em 2019, o ganho real foi de 1,14%; em 2020, a perda real foi de 0,36. Em 2021, o Dieese destaca que não houve incorporação de qualquer ganho real, exceto por reflexo do pequeno arredondamento para o valor de R$ 1.100, que representou ganho de 0,01%. Para 2022, o ocorrido no ano anterior se repetiu, já que que o salário mínimo teve ganho real de apenas 0,02%. Em janeiro de 2023, o aumento real foi de 1,41%.

Agência Brasil

12345