Bombeiros de Pernambuco retornam após apoio nas operações de busca por desaparecidos

Após participarem da maior mobilização da história do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE), em número de efetivo e viaturas para apoio a operações em outro Estado, os pernambucanos, que atuaram nas buscas por desaparecidos no Estado gaúcho, chegam a Pernambuco nesta segunda-feira (3) e, das 11h30 às 12h, conversarão com a imprensa.

Os militares, integrantes da Missão PE/RS, serão recebidos no Quartel do Comando Geral do CBMPE e passarão por acolhimento psicológico. Além disso, eles também terão acompanhamento médico minucioso, junto ao Hospital Oswaldo Cruz, através de exames laboratoriais e clínicos para avaliar a saúde física dos mesmos.Os Bombeiros de Pernambuco chegaram em Porto Alegre no dia 14 de maio e foram designados para atuar na região do Vale do Taquari, em municípios como Cruzeiro do Sul, Lajeado, Arroio do Meio, Taquari e Relvado. Foram 15 dias de trabalho ininterrupto, com um efetivo de 21 militares, 2 cães de busca, equipamentos, embarcações e viaturas.

O Major André, comandante da Força Tarefa do CBMPE, destaca o empenho de sua equipe: “Atravessamos 7 Estados, deixamos pais, esposas e filhos sem ter a certeza de quando retornaríamos… tudo isso por um simples propósito: ajudar a população gaúcha. E assim fizemos da melhor forma”, destacou o militar.

Diário de Pernambuco

Sem projetos para apreciação, vereadores de Petrolina retornam sessões ordinárias

(Foto: Nilzete Brito/Ascom CMP)

Após cerca de dois meses sem sessões plenárias, os vereadores de Petrolina retornam aos trabalhos, nesta terça-feira (07), sem projetos para apreciação. Assim, a discussão dos parlamentares deve se restringir aos requerimentos e indicações que serão apresentados.

Em uma das indicações, o vereador Gilmar Santos (PT) solicita alguns serviços para o Residencial Novo Tempo 6, como a construção de uma UBS, a instalação de uma cabine de ônibus e cuidados com espaços usados para prática de esportes.

Já o vereador Capitão Alencar pede à prefeitura, com máxima urgência, que sejam disponibilizados carros-pipa para o Sítio Capim, Rajada e para a Baixa dos Fogos, todos localizados na zona rural da cidade.

LEIA MAIS

Prefeitura de Petrolina anuncia novo cronograma de retorno das aulas presenciais na Rede Municipal

(Foto: Ascom/PMP)

A Rede Municipal de Ensino de Petrolina vai retomar as aulas presenciais de forma gradativa a partir da próxima segunda-feira (9), nas quatro Escolas de Tempo Integral.

 Seguindo o cronograma do Protocolo de Retorno das Atividades Escolares, construído com vários atores que compõem a educação e saúde pública, a Prefeitura de Petrolina se planeja desde o ano passado para receber os alunos e assim, retomar a rotina escolar suspensa em virtude da pandemia.

O retorno às aulas presenciais será opcional e híbrido, ou seja, as famílias vão poder decidir se enviam as crianças para as aulas presenciais ou se as mantêm, somente, no ensino remoto.

LEIA MAIS

Câmara Municipal de Juazeiro reiniciará sessões com restrições de público

Após o recesso parlamentar, os vereadores de Juazeiro retomarão as sessões ordinárias na próxima terça-feira (10), a partir das 9h da manhã com transmissão ao vivo pelo canal do Youtube.

As sessões serão com as presenças dos vereadores em plenária, mas em função de perdurarem as restrições sanitárias ocasionadas pela pandemia Covid 19, estão restritas a participações populares na plenária da Casa Aprígio Duarte. As reuniões acontecerão todas às terças, no mesmo horário.

O presidente da Casa, o vereador Berg da Carnaíba, por meio da Ato da Mesa, nº 08, de 02 de agosto de 2021, informa que o fato de o prédio da Câmara de Vereadores Juazeiro está em fase de conclusão das obras de restauração do revestimento e pintura da fachada, bem como, do serviço de dedetização contra o Covid, realizada em todas as dependências do prédio,  neste primeiro momento, também por estas razões, não será permitida a presença de populares para acompanhar a sessões presencialmente.

Volta às aulas: responsáveis poderão escolher entre ensino presencial ou remoto em Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

Considerando o retorno gradual das aulas presenciais, previstas para o dia 2 de agosto, e visando tranquilizar as famílias, a Prefeitura de Petrolina irá disponibilizar um termo de responsabilidade, que deverá ser preenchido e assinado pelos pais ou responsáveis dos estudantes autorizando a modalidade de ensino que a criança participará.

O documento elaborado pela Secretaria de Educação, Cultura e Esportes e está entre as medidas do protocolo de retomada das atividades educacionais, além de servir para orientar como os responsáveis devem proceder nas duas formas de ensino.

Para assinar o termo de autorização, os pais devem procurar o gestor das Instituições de Ensino, entre os dias 19 a 26 de julho, para agendar o dia do seu atendimento e também para esclarecer possíveis dúvidas.

LEIA MAIS

Escolas e universidades de Pernambuco voltam a fechar as portas adaptando-se às aulas remotas

(Foto: Sandy James/Esp. DP)

A decisão do governo de Pernambuco, anunciada na tarde desta segunda-feira (15), de restringir o funcionamento de atividades consideradas não essenciais, em razão da escalada de casos da Covid-19, volta a impactar diretamente a rede de educação. Em todo o estado, as instituições públicas e privadas, em todos os níveis de ensino, precisarão fechar as portas a partir desta quinta-feira (18), seguindo até o dia 28 de março. Ao todo, a medida interfere no cotidiano de mais de 3.500 estabelecimentos, cerca de 30 mil professores e mais de 1 milhão de alunos, que devem retornar à rotina de aulas remotas. Entre os representantes da categoria, a decretação ainda divide opiniões. Para os docentes, seria uma decisão acertada, capaz de desacelerar a contaminação. Já os empresários do setor sinalizam a falta de diálogo, apontando uma suposta precipitação.

“Este realmente é o cenário correto, pelo qual nós vimos lutando desde o primeiro momento. Reabrir o ensino presencial este ano foi um grave erro, que não considerou os altos índices de contaminação, algo que já estava bem diante dos nossos olhos”, ressalta a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), Valéria Silva.

LEIA MAIS

Saiba datas e séries das próximas escolas a retomarem aulas presenciais em Pernambuco

Após impasse judicial, o cronograma elaborado pelo governo do Estado que permite o retorno presencial dos alunos da educação básica de Pernambuco começou a ser cumprido. Os cerca de 10,5 mil concluintes do ensino médio da rede privada – que tinham volta prevista para terça-feira (6), puderam voltar às escolas na sexta-feira (9).

A próxima etapa da retomada gradual contempla estudantes do 1º ano do ensino médio. Esses estão autorizados pelo Executivo estadual a retornarem às salas de aula no dia 20 de outubro.

LEIA MAIS

TJPE acolhe pedido da PGE e determina fim da greve dos professores da rede estadual

A retomada do ensino presencial começa nesta segunda-feira (05) para turmas do 3º ano do ensino médio.

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) acolheu ação apresentada pela Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE) e determinou que o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) encerre imediatamente a greve deflagrada em 30 de setembro de 2020 e não pratique qualquer ato que atrapalhe ou retarde o regular funcionamento dos serviços da rede estadual de educação.

A retomada do ensino presencial começa nesta segunda-feira (05) para turmas do 3º ano do ensino médio. A liminar foi concedida nesse domingo (04) pelo desembargador Fábio Eugênio Dantas de Oliveira Lima, do Órgão Especial do TJPE. O descumprimento da medida acarretará multa diária no valor de R$ 50 mil.

LEIA MAIS

Aulas presenciais serão retomadas em Pernambuco

(Foto: Inernet)

Desde o dia 18 de março que as aulas presenciais estão suspensas em Pernambuco. Após seis meses de suspensão, devido à pandemia da Covid-19, o Estado anunciou, na coletiva de imprensa desta segunda-feira (21), a retomada de aulas presenciais.

Na primeira etapa, apenas os estudantes do último ano do ensino médio retornarão ao ensino presencial, no dia 6 de outubro. A orientação é tanto para escolas da rede estadual quanto para escolas da rede privada.

No mês de outubro, a previsão é de que todas as turmas do ensino médio possam voltar às aulas presenciais. A partir do dia 6, os estudantes do terceiro ano do ensino médio; a partir do dia 13, estudantes do segundo ano do ensino médio; e, a partir do dia 20, estudantes do primeiro ano do ensino médio.

LEIA MAIS

Governo de Pernambuco decide manter aulas presenciais suspensas

Pela sétima vez, o governo de Pernambuco decidiu prorrogar o decreto que suspende aulas presenciais no Estado para escolas da educação básica. As unidades de ensino, públicas e privadas, permanecerão fechadas por mais uma semana, ou seja, até a terça-feira da próxima semana, dia 22, por causa da covid-19. Havia expectativa que o anúncio fosse feito por meio de uma coletiva de imprensa nesta segunda

Paulo Câmara optou por enviar apenas uma nota, sem espaço, portanto, para perguntas da imprensa.

“O Governo de Pernambuco, após reunião do Gabinete de Enfrentamento à COVID-19, decidiu prorrogar até o dia 22, a suspensão das aulas presenciais na Educação Básica em todo o Estado. Os dados serão avaliados novamente na próxima segunda-feira, para deliberação sobre o cronograma do plano de retorno das redes pública e privada”, afirmou o governo, em nota. A decisão frustra os donos de escolas privadas – são cerca de 2.400 em Pernambuco, onde estudam 400 mil alunos. Eles cobram do governo a liberação das aulas presenciais e o anúncio de datas para esse retorno gradual aos colégios. Garantem que a maioria das unidades de ensino está pronta para a volta dos estudantes, atendendo as normas de segurança colocadas no protocolo elaborado pelo governo dois meses atrás, em 15 de julho.

Em contrapartida, alguns médicos, prefeitos e sindicatos de professores (de escolas públicas e privadas) acham que não é o momento de voltar a ter aulas presenciais por causa dos riscos de contaminação. Argumentam que embora os números da covid-19 estejam caindo em Pernambuco, não há segurança sanitária para esse retorno. Na rede estadual estão matriculados cerca de 575 mil alunos e nas escolas municipais das 184 cidades há cerca de 1,1 milhão de estudantes.

Expectativa para definição sobre retorno das aulas presenciais nesta segunda

(Foto: Internet)

A segunda-feira chega com muita expectativa em Pernambuco. Pais, alunos, professores, funcionários e donos de escolas estão ansiosos para saber qual será a decisão do governo de Pernambuco sobre a retomada gradual das aulas presenciais da educação básica no Estado, tanto da rede privada quanto da pública.

O governo estadual prometeu um posicionamento decisivo nesta segunda, já que o decreto que proíbe as aulas nas unidades devido à pandemia da covid-19 – editado pela primeira vez no dia 18 de março – expira na terça-feira (15).

LEIA MAIS

Sessões presenciais da Câmara de Vereadores de Petrolina voltam a acontecer a partir desta quinta

Sessão presenciais serão retomadas nesta quinta. (Foto: Blog Waldiney Passos)

A partir desta quinta-feira (10), os vereadores devem voltar às sessões presenciais em Petrolina (PE). Segundo portaria, publicada nessa terça-feira (08), da Câmara Municipal, para o retorno das sessões presenciais no Plenário será necessária a observação e cumprimento de algumas medidas de segurança. A decisão levou em consideração a inclusão de Petrolina pelo Governo Estadual na etapa 7 do plano de retorno das atividades públicas.

O plenário só estará aberto a 30% da sua capacidade. Com isso, nos lugares destinados ao público em geral somente será permitida a capacidade de 32 pessoas. Na porta de entrada, na sala de imprensa e nas bancadas dos vereadores será disponibilizado álcool em gel para o uso de quem estiver no recinto. Além disso, todos devem usar máscaras enquanto estiver dentro do prédio, exceto os vereadores quando estiverem em seu tempo de fala.

LEIA MAIS

Decreto que suspende aulas presenciais em Pernambuco acaba nesta segunda

Ainda não há uma confirmação de quando a retomada será autorizada.

O decreto estadual que suspende a realização de aulas presenciais nas redes pública e privada de ensino expira nesta segunda-feira (31). Em Pernambuco, as aulas estão suspensas desde o dia 18 de março no Estado por causa da pandemia causada pelo coronavírus.

De acordo com a Secretaria de Educação e Esportes do estado, o órgão deve emitir um posicionamento em relação ao fim da vigência do decreto por meio de uma coletiva ao vivo,  que será transmitida a partir das 16h30, no canal do YouTube do Governo do Estado.

Até o momento, estão autorizadas as aulas práticas presenciais e de estágio para estudantes que estão concluindo o primeiro semestre letivo, contemplando cursos de instituições de ensino superior e de Formação Inicial e Continuada (FIC) ou de qualificação profissional em instituições de educação profissional e técnica.

LEIA MAIS

“Terceiro ano do Ensino Médio é quem tem que voltar primeiro”, diz secretário de Educação de Pernambuco

O secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amâncio, defendeu que a retomada das aulas deve ser gradativa e que a prioridade será dos jovens que cursam atualmente o terceiro ano do Ensino
Médio. A posição foi dada durante debate na Rádio Jornal na manhã desta quinta-feira (20), que contou também com a participação do epidemiologista Jones Albuquerque e do presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino de Pernambuco, José Ricardo Diniz. O secretário, no entanto, não confirmou uma data para o retorno das atividades nas escolas públicas e privadas, que
estão com as aulas suspensas desde março devido à pandemia do novo coronavírus.

“Terceiro ano do Ensino Médio é quem tem que voltar primeiro. Primeiro porque eles são os mais velhos, então têm mais condições de cumprir protocolos. Segundo, eles não têm o próximo ano. É o último ano deles. Em janeiro têm Enem, SSA, e são esses os que estão mais ansiosos, com mais problemas de depressão”, relata o secretário. Durante o debate, o secretário também ponderou que existem riscos sociais que devem ser avaliados e que podem ocorrer caso as atividades nas escolas não retornem ainda este ano, como a evasão escolar.

“A discussão é que existem riscos, sim, da retomada e existem riscos também de você não retomar. A gente já tem uma parcela de crianças e jovens que estão sendo infectadas. Temos uma população muito vulnerável, que não necessariamente o ambiente mais seguro é em casa”, completa. Segundo Amâncio, algumas séries poderiam ter o retorno facultativo, com a continuidade das atividades de forma remota, e que o processo deve ser voluntário, podendo as escolas, públicas ou privadas, mostrarem se têm ou não condições de retornar.

Para o professor Jones Albuquerque, não é o momento de as atividades serem retomadas porque, apesar da redução em alguns números relacionados à covid-19 em Pernambuco, o vírus ainda está circulando e, caso não haja controle, as escolas podem, segundo ele, virar enfermarias de hospital em nível de risco. “Os meninos brincando na rua estão muito mais seguros, infelizmente e epidemiologicamente, do que dentro da escola”, comenta.

Já o professor José Ricardo Diniz diz que é absurdo considerar que o ano letivo está perdido. “O princípio é a prontidão, que é a escola estar dentro dos protocolos exigidos e, com a data de início, ter a progressão no retorno e o oferecimento de duas pontas (presencial e remoto). Isso vai fazer com que a gente consiga estabelecer um ano letivo. Dizer que o ano letivo de 2020 está perdido, eu
acho um crime de responsabilidade social”, acrescentou

Aero Cruz solicita retorno das aulas do curso de formação da Guarda Civil Municipal

Vereador Aero Cruz – PSB. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Suspensas desde o mês de março/20, devido as diversas recomendações para prevenção ao coronavírus, as aulas do curso de formação da Guarda Civil Municipal, etapa do concurso público em andamento, devem retornar em breve se depender do desejo do Vereador Aero Cruz (MDB).

Consta da pauta da sessão ordinária desta terça-feira (18), da Câmara Municipal de Petrolina, requerimento de autoria do líder da bancada da situação, solicitando a intercessão do prefeito Miguel Coelho, junto a Secretaria competente, pelo retorno das aulas para o término do curso de formação da Guarda Civil Municipal, aprovados no último concurso público, cumprindo todas as normas de combate ao COVID-19, uma vez que esse contingente irá contribuir muito para a segurança e a manutenção da ordem pública.

A primeira etapa do curso de formação da Guarda Civil Municipal já foi concluída, correspondente a 50% do planejamento. A previsão para a conclusão da segunda etapa é de um mês e meio, contando a partir da data de retorno das aulas.

12