Escola públicas de Araripina, Ouricuri e Santa Filomena recebem peça teatral sobre sustentabilidade

A partir desta segunda-feira (3) até o próximo dia 10, escolas públicas dos municípios de Araripina, Santa Filomena e Ouricuri, no Sertão de Pernambuco, vão receber apresentações gratuitas da peça teatral “Futuro Sustentável: Skyle vem à Terra”, realizada pelo Grupo Teatro Sustentável.

O espetáculo infantil promete encantar e conscientizar o público infantil. Mais do que um simples entretenimento, cada apresentação é um convite à reflexão e à ação. Por meio da magia do teatro, as crianças serão transportadas para uma aventura espacial ao lado de Skyle, um alienígena que vem à Terra em busca de soluções para os problemas ambientais que ameaçam nosso planeta.”O objetivo é inspirar as crianças a se tornarem agentes de mudança,” afirma Christiane Deucher, diretora do Grupo Teatro Sustentável. “Acreditamos que o teatro tem o poder de transformar vidas e conscientizar sobre a importância de cuidar do nosso planeta.”, completa.

A peça combina elementos clássicos com o teatro moderno, criando um universo lúdico e envolvente. Por meio do uso de cenários compostos por materiais reciclados e efeitos simples, mas criativos, a produção convida o público a mergulhar em uma história emocionante e interativa. Mas a aventura não termina no palco. Após a peça, as crianças terão a oportunidade de participar de atividades que exploram temas como fontes de energia, consumo consciente de água e sustentabilidade.

O espetáculo conta com trilha sonora original que alia o lúdico ao mágico. As composições transportam o público para um mundo de sonhos e possibilidades, inspirando as crianças a acreditarem em um futuro melhor. A peça, que também vai passar por escolas dos municípios de Betânia, Curral Novo e Simões, no Piauí, conta com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet e do Ministério da Cultura, e de duas empresas ligadas ao setor de energia renovável.

Arapina – Segunda (3)
Horários: 09h
Local: Escola Antonio Laurindo
Endereço: Serra da Rancharia – S/N

Quinta (6)
Horários: 09h
Local: Escola Virgilio Coelho
Endereço: Av. Recife – S/N – Centro

Quinta (6)
Horários: 14h
Local: Escola Bom Jesus da Lapa
Endereço: Gergelim – S/N

Sexta (7)
Horários: 09h
Local: Escola José Batista Modesto
Endereço: Serra da Torre – S/N – Zona Rural

Sexta (7)
Horários: 14h
Local: Escola Felipe Coelho
Endereço: Serra do Marinheiro – S/N – Zona Rural

Segunda (10)
Horários: A confirmar
Local: Escola João Rodrigues de Alencar
Endereço: Rua Três – S/N- Vila Serrania

Segunda (10)
Horários: A confirmar
Local: Escola Municipal Professora Maria Luzanira Muniz Ramos
Endereço:  R. Ana Ramos Lacerda, 270

Santa Filomena 
Terça (4)
Horários: 14h
Local: Escola Municipal Antônio Secundino
Endereço: Serra do Inácio – S/N – Zona Rural

Ouricuri
Quarta (5)
Horários: 14h
Local: Escola Municipal Ulisses Guimarães
Endereço: Povoado Cara Branca Serra do Inacio – S/N – Zona Rural

G1 Petrolina

Projeto em Petrolina aproxima jovens surdos da arte teatral

Democratizar o teatro e possibilitar o acesso da população a essa arte é uma das missões encaradas pela Cia Biruta de Teatro ao longo de mais de 15 anos de existência. Além do trabalho, que já desenvolve com a formação teatral na periferia de Petrolina uma das maneiras encontradas pelo grupo para tornar isso possível é através da inclusão de pessoas surdas, não apenas na plateia, mas nos palcos dos seus projetos.

O grupo realizará neste final de semana, nos dias 20 e 21 de abril, às 19h, no CEU das Águas, em Petrolina, a mostra pedagógica da oficina “Medusas – Ciclo de Leituras Dramatizadas”. No evento, gratuito, o público vai poder conferir as apresentações de leitura dramatizada apresentadas por participantes ouvintes e também a performance de Fernando de Souza, um jovem surdo, que encontrou na oficina, uma maneira de se aproximar da arte teatral.

Fernando teve o seu primeiro contato com a Cia Biruta assistindo a um espetáculo do grupo com interpretação em Língua Brasileira de Sinais (Libras). “Meu primeiro contato com o grupo foi como espectador e, depois, quando cheguei à oficina, achei tudo muito curioso. É difícil a gente ter cursos de teatro com acessibilidade. A gente vê muitos ouvintes participando e os surdos à parte. Sofremos muito preconceito, porque falta acessibilidade, falta interpretação, falta inclusão e faltam as adaptações, porque são cursos preparados para ouvintes. Então, essa é a importância desse projeto da Cia Biruta. Eles trazem acessibilidade e inclusão. Assim, surdos e ouvintes podem participar desse movimento artístico”.

Para a sua apresentação neste domingo (21), o jovem, que sonha em ser youtuber, vai unir o conhecimento que já tinha sobre visual vernacular, um recurso de criação visual estética e poética, com o aprendizado adquirido na oficina. “Quando me entregaram o texto que irei apresentar, observei e fui linkando às minhas experiências de sinalização e de incorporação textual. Fui relacionando tudo o que aprendi na oficina com minhas experiências e entendendo a necessidade dos treinos vocálicos, algo que foi adaptado, por exemplo, para que eu compreendesse. Quando eu não compreendia, o professor pedia para eu tocar nele, assim, eu sentia o movimento e a vibração dos sons, para que eu conseguisse reproduzir. Desse modo, fui catando aquelas experiências e aprendendo sobre movimentação corporal”, explica Fernando.

O processo

Em todas as aulas Fernando conta com a presença de uma intérprete de Libras para mediar o seu aprendizado. “Como intérprete de Libras, a minha função é mediar a comunicação, fazer com que o que está sendo dito nas oficinas chegue até o Fernando e fazer a mensagem do Fernando chegar aos outros participantes e aos professores. Então, eu interpreto, demonstro e, junto com os oficineiros, criamos estratégias para tornar esse aprendizado acessível” relata a intérprete de Libras, Ely Vieira, que atua junto com Rita Silva na interpretação.

Uma das oficineiras do projeto e Cofundadora da Cia Biruta, Cristiane Crispim conta um pouco da experiência do grupo na oficina. “Pra gente tem sido muito bom poder oportunizar essa acessibilidade, porque ganhamos a oportunidade de gerar mais trocas dentro da oficina, a partir dessa diversidade. Em um encontro, por exemplo, o Fernando deu uma verdadeira aula sobre o visual vernacular e sobre as aproximações e os distanciamentos desse recurso com o teatro, trazendo uma reflexão de como a gente pode enriquecer nossos processos e a nossa criatividade, a partir desse encontro de culturas”.

De acordo com Cristiane Crispim, a iniciativa traz também grandes desafios. “É uma experiência desafiadora. A voz costuma ser vista como o grande foco da leitura dramatizada e, ao trabalhar isso, nós criamos as condições para incluir Fernando nesse processo. O que temos feito é pensar essas equivalências, entre corpo e voz. No caso dele, como esse corpo se comunica por si, com uma língua de outra modalidade, diferente da língua oral, através das imagens e sensações que ele pode provocar, junto com a sinalização”, pontua Cristiane.

O projeto conta com incentivo da Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco (Fundarpe), por meio do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura Geral 2020-2021), e apoio da Prefeitura de Petrolina.

Novidade

As pessoas surdas que quiserem seguir o exemplo de Fernando ou Guilherme Silva, que foi aluno do Núcleo Biruta de Teatro (NBT), em 2023, e experimentar o fazer teatral, podem se inscrever para a temporada 2024 do NBT. As inscrições seguem abertas até o dia 22 de abril, através do link: https://forms.gle/CZ6zgXGPyyVT3RSa7.

Siga a Cia Biruta de Teatro nas redes sociais

Instagram: <https://www.instagram.com/ciabiruta/>

Facebook: <https://www.facebook.com/ciabirutadeteatro/?epa=SEARCH_BOX>

Youtube: https://www.youtube.com/ciabiruta

Spotify: Cia Biruta de Teatro

Eneida Trindade/Ascom

Morre Ivonete Melo, grande dama do teatro pernambucano

A atriz, bailarina e presidente do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Pernambuco (SATED-PE), Ivonete Melo, faleceu nesta segunda-feira (1º).

A Secretaria de Cultura e a Fundação de Cultura Cidade do Recife, por meio de nota,  lamentou a morte de Ivonete Melo, a quem chamou de “ícone das artes cênicas pernambucanas e militante incansável da arte como meio de vida promissor e mercado de trabalho pleno em oportunidades e dignidades”.”Para além de todos os grandes personagens que vestiu e imortalizou em cima dos palcos, foi como presidente do SATED-PE que desempenhou um dos mais importantes papéis de sua longa e profícua carreira”, diz o comunicado.

Ivonete era considerada uma unanimidade entre os trabalhadores do teatro e da cultura de todo o Estado. “Que o amor e a dedicação de Ivonete, alguém que esteve na linha de frente em defesa das artes e dos artistas, sejam um legado mobilizador. Sua vida, tanto atuando quanto liderando o segmento, é prova de que talento e vocação, na cultura, fazem a diferença nas vidas de muita gente. Ivonete presente!”, afirmou o secretário Ricardo Mello, em reconhecimento à sua importância e trajetória.

“Quando uma pessoa e sua luta se confundem a ponto de não ser possível celebrar uma sem reconhecer a outra, a história de uma vida segue sendo contada por todas as gerações e emoções que virão depois dela. Ivonete nunca vai terminar, seguirá sendo lembrada e aplaudida por todos nós”, afirmou o presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife, Marcelo Canuto.Segundo informações repassadas pelas redes sociais do SATED-PE, o velório será nesta terça-feira (2), das 10 às 15h no Hall do Teatro de Santa Isabel. Logo depois, das 16h às 17h, será a cerimônia de sepultamento na Morada da Paz em Paulista. As cerimônias são abertas ao público, que poderá prestar uma última homenagem a artista.

JC Online

Cantora Mirielle Cajuhy faz show hoje no Sesc Petrolina

Cantora e compositora Mirielle Cajuhy. (Foto: Ascom)

Samba, bossa nova e baião fazem parte do repertório do show da cantora e compositora Mirielle Cajuhy que se apresenta hoje (24/11) no Teatro do Sesc, em Petrolina. O show previsto para começar às 20h, faz parte da programação da 12ª Mostra de Música Leão do Norte do Sesc Pernambuco.

O show traz composições autorais da artista que começou a compor ainda na adolescência. O público tem duas opções para acompanhar a apresentação, presencialmente ou virtual, já que o projeto conta com transmissão simultânea para uma plataforma digital.

Os ingressos custam R$ 20,00, para comerciários e para dependentes com carteirinha do Sesc fica R$ 10,00. O bilhete pode ser adquirido na bilheteria do Teatro, que abre sempre uma hora antes do início do evento. Os ingressos para as transmissões simultâneas podem ser adquiridos através da plataforma cursos.sescpe.com.br.

UNEB Senhor do Bonfim e Colégio Modelo Juazeiro promovem live sobre dramaturgia neste sábado (12) 

“Dramaturgias: tecendo a cena no tempo e espaço presente” é tema da live Teatros Possíveis realizada pelo Colegiado de Teatro do Departamento de Educação (DEDC) do Campus VII da UNEB em parceria com o Colégio Modelo em Juazeiro. O programa acontece neste sábado (12), às 14h, com transmissão pelo perfil do Instagram @modelojuaacontece.

A live irá abordar sobre a dramaturgia e seu campo expandido: cinema, TV, publicidade, games, etc. Além de refletir sobre a dramaturgia em tempos de pandemia: o agora e o pós.

A conversa conta com a participação do professor da licenciatura em Teatro do Campus VII da UNEB, Michel Guimarães; e do estudante do curso técnico de Teatro do PROSUB/ Colégio Modelo, Rafael Neres.

“Assistir a live é importantíssimo para aqueles que desejam uma iniciação ou uma discussão sobre os conceitos básicos da dramaturgia. Justamente por serem conceitos básicos, eles são conceitos-chave para deslocar-se pelo campo teórico e prático da área”, frisou o professor Michel Guimarães.

Espetáculo Processo Medusa continua com apresentações em Petrolina; confira a programação deste domingo

(Foto: Divulgação)

O espetáculo ‘Processo Medusa’, da Cia Biruta de Teatro, continua com sua temporada até o dia 29 de março, no Cineteatro CEU das águas, em Petrolina (PE). Sempre às sextas-feiras, 16h, e sábados e domingos, 19h, a peça propõe reflexões acerca das lutas feministas e do ser mulher. A entrada é gratuita.

A dramaturgia do espetáculo foi construída coletivamente pelo Núcleo Biruta, um grupo de experimentação cênica, criado e orientado pela Cia Biruta, com jovens da periferia de Petrolina. “O texto, de 2016, faz uma visita ao mito de Medusa e Atena, trazendo essas duas representações antagônicas de mulher para a atualidade. Assim, a partir das contribuições do grupo, buscamos trazer à tona uma reflexão sobre a simbologia da  mulher que transformava quem a olhava em pedra, traçando uma relação com a cultura do estupro e a luta das mulheres em contraponto a violência”, conta Cristiane Crispim, que é co-fundadora da Cia Biruta, produtora executiva e uma das atrizes do espetáculo.

LEIA MAIS

Espetáculo ‘Tieta” será apresentado no Teatro Dona Amélia, em Petrolina

O palco do Teatro Dona Amélia, no Sesc, em Petrolina (PE), recebe nos dias 18 e 19 de janeiro, um dos mais conhecidos espetáculos baseado na obra de Jorge Amando, ‘Tieta’. A apresentação conta com a direção de Alan Cleber e Ana Cecília Araújo, cenografia de Hertz Félix e Alzyr Saadehr na produção teatral que promete levar à plateia todo o carisma e pureza que a obra representa. A sessões estão marcadas para às 20h.

A trama criada pelo dramaturgo Jorge Amado, mostra uma Jovem de 17 anos e as aventuras amorosas que escandalizaram a população de Santana do Agreste o que motivou seu pai a expulsá-la de casa. Vinte e seis anos depois, Tieta retorna à Santana do Agreste com sua enteada. A presença de Tieta na cidade transforma por completo a pacata comunidade, ainda mais quando ela se envolve com o próprio sobrinho.

LEIA MAIS

Peça de teatro gratuita “Do campo à mesa” será encenada em escolas de Petrolina

(Foto: Divulgação)

Escolas públicas de Petrolina (PE) receberão neste mês de novembro a peça infantil “Do campo à mesa”. O espetáculo faz parte do projeto “Diverte Teatro Viajante”, idealizado pela Ciência Divertida – empresa líder em espetáculos teatrais para crianças, com patrocínio da Bayer – organização global presente em mais de 70 países, com competências centrais nas áreas de saúde e agricultura – e realização do Ministério da Cidadania.

Segundo a supervisora de Engajamento Comunitário da Bayer no Brasil, Rita Moreno, investir em cultura e educação é o caminho para que transformações positivas aconteçam. “Ajudar no desenvolvimento das comunidades em que a Bayer está inserida é essencial para a empresa. A parceria com a Ciência Divertida nos ajuda a colocar isso em prática”, afirma.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro modifica data de Festival de Teatro Wellington Monteclaro e prorroga inscrições

A Prefeitura Municipal de Juazeiro – através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes – prorrogou as inscrições do Festival de Teatro Wellington Monteclaro, que agora podem ser feitas até o dia 11 de novembro de 2019, das 8h às 14h na SECULTE (Praça da Bandeira, 20, Centro, Juazeiro). A data de realização do Festival também foi modificada para 26 a 29 de março de 2020.

Interessados em participar do evento devem preencher ficha de inscrição e regulamento na sede da SECULTE ou através do e-mail [email protected]. A inscrição é gratuita. “Quem já se inscreveu não será prejudicado em nada. Mas precisamos adiar a data de realização porque muitos artistas e também grupos locais pediram a prorrogação de inscrições e devemos seguir o prazo da Lei de Concursos. Também estávamos contando com a sala principal do Centro de Cultura João Gilberto, mas já temos a informação de que a sala principal não estaria pronta na data antes preferencial”, explica o Gerente de Cultura, Ramon Raniere.

O Festival será dividido nas categorias infantil e adulto e a triagem selecionará oito espetáculos, quatro por categoria. Os espetáculos serão apresentados no Centro de Cultura João Gilberto, além de outros espaços culturais como o Teatro do CEU e Teatro de Juremal. Cada espetáculo selecionado na curadoria recebe o valor de R$3.500 e os grupos disputam troféus.

Mês das crianças terá temporada de espetáculo infantil do Coletivo Trippé em Petrolina

(Foto: Divulgação)

O mês das crianças já começa com programação cultural em Petrolina (PE). O Coletivo Trippé realiza uma temporada de seu mais recente espetáculo, o Debaixo D’Água, obra de dança que leva para a cena discussões ambientais de forma lúdica, incentivando a imaginação da criança com materiais reciclados. As apresentações acontecem nos dias 5 e 6 de outubro, às 19h, no Teatro Dona Amélia do Sesc Petrolina.

Chamada de uma “aventura flutuante” por seus criadores, a obra cria coreografias com temas do mundo das da água, pensando em discutir com as crianças sobre sua importância e preservação. “A gente convida as crianças e suas famílias para viver uma experiência cênica, brincar com a gente e aprender se divertindo. Nós sempre pensamos em criar obras infantis que de alguma forma contribuam com o desenvolvimento da criança, estimulando sua criatividade”, diz Adriano Alves, diretor do espetáculo.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro lança edital do Festival de Teatro Wellington Monteclaro

A Prefeitura Municipal de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes, lançou nesta terça-feira (17) o edital do Festival de Teatro Wellington Monte Claro. As inscrições  já estão abertas e seguem até o dia 11 de Outubro. O Festival acontece, gratuitamente, de 20 a 24 de novembro no Centro de Cultura João Gilberto e em outros espaços alternativos.

Para participar, os interessados devem preencher ficha de inscrição e regulamento na sede da SECULTE, localizada na Casa da Bossa Nova, à Praça da Bandeira, 20, Centro, ou através do e-mail [email protected].

LEIA MAIS

Espetáculo sacro bate recorde de público na concha acústica de Petrolina

A Concha Acústica de Petrolina (PE) foi palco da encenação do maior e mais belo espetáculo sacro do sertão pernambucano “A crucificação -41 anos”. A apresentação aconteceu nos dias 17 e 19 de abril, e contou com mais de 5 mil expectadores  que lotaram as arquibancadas  do local.

Com duas horas de encenação, o espetáculo, que foi agraciado pelos Editais “Pernambuco de Todas as Paixões”, do Governo do Estado através de Secretaria de Cultura, e da Prefeitura Municipal, teve uma mega produção com destaque para a sonorização, iluminação, figurinos e uma afinação perfeita dos atores com a dublagem, que é uma característica do grupo.

LEIA MAIS

Juventude da Paróquia Santo Afonso realiza Via Sacra nesta sexta-feira em Juazeiro

(Cartaz/Divulgação)

Para os católicos, a Páscoa é tempo de passagem, sendo considerada pela igreja como a maior e mais importante festa da Cristandade Católica. Na Páscoa os cristãos católicos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois da sua morte por crucificação.

Há 12 anos, a juventude da Paróquia Santo Afonso da Diocese de Juazeiro (BA) prepara uma emocionante apresentação que encena a Paixão de Cristo. Nesta sexta-feira, (19), a Via Sacra terá início às 17h, em frente à Igreja Matriz, no bairro Castelo Branco.

A multidão seguirá os passos de Cristo pelas ruas encerrando o momento na Praça da Quadra A. Serão duas horas de espetáculo.

Uma pesada cruz de madeira será levada no percusso. A cada estação haverão os diálogos tradicionais da história bíblica, até o momento em que Jesus é crucificado.

‘Experimenta Cena’ acontece neste fim de semana em Petrolina

(Foto: Arquivo)

Neste fim de semana, o Sesc Petrolina realiza, na Praça do Bambuzinho e no Teatro Dona Amélia em petrolina (PE), a oitava edição do ‘Experimenta Cena’. O projeto, que visa promover a experiência teatral, tem como tema este ano o mote “Entre Lugares”. A proposta celebra a experimentação e reflete sobre o lugar de assimetria entre a criação teatral e performática e o intérprete na cena contemporânea. A maioria das atividades é gratuita, sendo apenas um espetáculo pago, a preços acessíveis.

Realizado na semana em que se comemora do Dia Mundial do Teatro (27/3), o Experimenta Cena traz para o público performances, espetáculo e mesas-redondas. A abertura aconteceu na última quinta-feira (28), na Praça do Bambuzinho, com a performance “Digerindo Lixo”, apresentada pelo multiartista Lucas Tavares (Juazeiro-BA). Em seguida, no Teatro Dona Amélia, foi realizada a mesa-redonda “Qual o lugar de fala da atriz na Cena Contemporânea?”, com a participação das artistas Cátia Cardoso, Fabiana Pirro, Juliene Moura e Raphaela de Paul. A mediação será de Monique Paulino.

Hoje (29), o Rizoma Companhia de Teatro (Jacobina-BA) levará à Praça do Bambuzinho, a partir das 18h, a performance “Evocando as Ausências”, um duo com os performers Iago Setúbal e Ana Vicente. Às 19h, acontecerá mais uma mesa-redonda no Teatro Dona Amélia, desta vez sobre o tema “Entre Lugares: Performance e cena teatral”, com a participação de Breno Fitipaldi, Iago Setúbal, Lucas Tavares e José Lírio. A mediação será do diretor Thom Galiano.

LEIA MAIS
12