Laboratório de drogas é encontrado em imóvel localizado em bairro boêmio de Salvador

Um laboratório de drogas foi localizado em um imóvel no bairro do Rio Vermelho, região boêmia de Salvador, na noite da sexta-feira (12). De acordo com a Polícia Militar, atividades de inteligência identificaram um imóvel que era utilizado para o tráfico de drogas.

Equipes da Rondesp-Atlântico se deslocaram até o local, onde foram recebidos por uma mulher, que liberou a entrada dos militares para uma vistoria. No imóvel, foram encontradas drogas, balanças de precisão, dinheiro, caderno de anotações, entre outros

Em seguida, a mulher levou os militares em outro imóvel, na mesma região, onde foi encontrado um laboratório de drogas para produção dos entorpecentes encontrados no primeiro local.

Confira lista do material apreendido:
grande quantidade de substância análoga a maconha;
9 tabletes de substância análoga a “kush”;
R$ 157,35 em espécie;
1 pedra de substância análoga a crack;
11 balanças de precisão;
6 recipientes de fertilizantes;
1 prensa hidráulica;
2 ventiladores pequenos;
1 climatizador para a estufa;
1 tubulação para exaustão do calor;
1 caderno de anotação;
1 estufa;
diversos recipientes para acondicionar droga;
2 celulares.

G1 BAhia

Área externa de camarote desaba em circuito do carnaval de Salvador; não há feridos

A área externa do Camarote 409, na Barra, em Salvador, desabou na noite deste sábado (10). A ocorrência dentro do circuito Dodô (Barra-Ondina), no carnaval da capital baiana, não deixou feridos. O estabelecimento montado para a folia momesca fica no térreo do edifício Barra Flat, na Avenida Oceânica, n° 409.

Segundo informações da Defesa Civil de Salvador (Codesal), técnicos do órgão apuraram que o assoalho da área externa do camarote devido a esforços excessivos promovidos por foliões.

Com o afundamento da estrutura, a área foi isolada e evacuada em trabalho conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). A Guarda Civil Municipal (GCM) também foi acionada para isolar o trecho da escada que dá acesso à área em risco. O g1 busca contato com a assessoria do camarote para apurar como o acidente impactou a estrutura, mas ainda não obteve retorno.

G1 Bahia

Evento discute em Salvador futuro da capoeira no Brasil e no mundo

O maior evento nacional para discussão do futuro da capoeira no Brasil e no mundo será realizado em Salvador no período de 24 a 27 deste mês, em três locais do centro histórico da capital baiana: Espaço Cultural da Barroquinha, Praça da Sé e Praça da Cruz Caída. A entrada é franca, e a programação completa do 5º Rede Capoeira pode ser conferida no Instagram.

O idealizador e coordenador do evento, criado em 2013, Mestre Sabiá, disse à Agência Brasil que a edição deste ano propõe a ressignificação dos heróis populares, ou seja, dos mestres mais antigos, para que os mais novos possam reverenciar, entender a importância deles e os serviços que prestaram à comunidade capoeirística e à cultura popular, de forma geral. Para ele, esse novo olhar deve ser estendido a toda a sociedade que, muitas vezes, tem um olhar menor para com a capoeira.

Segundo Mestre Sabiá, a capoeira hoje está presente em cerca de 170 países e é a maior divulgadora da língua portuguesa no mundo. “Vem desempenhando um papel necessário e significativo, presente em diversas escolas e universidades. A capoeira está inserida em diversos espaços. É uma das maiores redes informais que existem e tem a grande responsabilidade de agregar as culturas que a transversalizam”.

Ele enfatizou que onde existe capoeira vai-se encontrar sempre o samba de roda, assim como a puxada de rede e o maculelê, que são manifestações da cultura popular afrodescendente.

Patrimônio
Um ano após a criação do Rede Capoeira, a capoeira tornou-se a quinta manifestação cultural brasileira reconhecida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, somando-se ao samba de roda do Recôncavo Baiano; ao Kusiwa, arte e pintura corporal própria dos povos indígenas Wajãpi, do Amapá; o frevo, de Pernambuco; e a peregrinação religiosa do Círio de Nazaré, do Pará.

Mestre Sabiá chamou a atenção para o fato de a capoeira, além de ser patrimônio cultural imaterial, ter de ser alimentada como bem material e disse que essa reflexão precisa chegar ao poder público. Segundo o mestre, o país vive um momento favorável a isso, com pessoas bem-intencionadas no âmbito governamental. Ele destacou que a capoeira está inserida na rede particular de ensino, mas ainda não entrou como matéria curricular na rede pública. “A capoeira ocupa um papel de extrema significância como um veículo de transformação social, em nível de educação, de inclusão. É importante ter um olhar maior para a comunidade capoeirística, ver a capoeira de uma forma maior.”

A capoeira, manifestação de origem escrava, que resultou em perseguições aos que a praticavam, atualmente é referência de educação em Portugal, país que colonizou o Brasil, nos demais países europeus e em vários continentes, destacou o mestre. Por isso, os brasileiros precisam ver a capoeira como uma cultura maior, que engloba várias vertentes, tanto educacionais quanto esportivas. “É uma arte que engloba várias artes e tem a responsabilidade também da consciência política. É importante entender os serviços prestados pela capoeira. Em um mundo de tantas superficialidades, a capoeira vem trabalhando e resgatando, manifestando a ancestralidade, a resiliência. É um movimento de resistência extremamente significativo”, acrescentou.

Olimpíada
Apesar de englobar também o lado esportivo, a capoeira não está entre as modalidades incluídas nos Jogos Olímpicos. Mestre Sabiá considera necessário trazer essa reflexão para o Rede Capoeira, evento que envolve a realização da Estação Paranauê – competição em que são escolhidos os melhores atletas e o campeão mundial. “Esse campeão mundial vem reverenciar, naquele momento, a tradição. Daí, a gente desperta para a importância de reverenciar os mestres mais velhos. A gente não pode estar bem se eles não estiverem bem”.

Sabiá lembrou que o Rede Capoeira tem 14 mestres com mais de 80 anos, que foram os desbravadores do processo de internacionalização dessa arte nas décadas de 1960 e 1970 e ajudaram a divulgar a cultura afro-brasileira. “Eles, muitas vezes, passam por um olhar esquecido. Daí a necessidade de estarmos atentos para os mais velhos, que são verdadeiros heróis, e para a importância que eles têm.”

Como a cultura da capoeira é feita por meio da oralidade e não há muitos registros sobre essa manifestação, é importante preservar a tradição e inseri-la de alguma forma, defendeu Mestre Sabiá. “Quando os mestres vão embora [morrem], vai embora com eles uma biblioteca. Porque eles viram o que ninguém viu e ouviram o que ninguém ouviu e só eles podem contar uma coisa dentro do seu olhar.”

No mundo contemporâneo, onde as coisas são rápidas e descartáveis, é preciso refletir sobre a importância dos antigos, insistiu o mestre capoeirista. ”Eles têm importância de direcionamento, de detentores de um conhecimento maior. A sociedade, dentro de várias reflexões que precisa fazer, precisa entender a capoeira como arte maior.”

Preconceitos
Sabiá citou um ditado em iorubá, que diz: ”Exu matou um pássaro ontem com uma pedra que só jogou hoje”. Para ele, esta é uma possibilidade de corrigir alguns encontros que houve no passado, uma revisão muitas vezes preconceituosa em relação à capoeira, dentro de uma matriz estrutural em que não se sente parte dela. E trazer novos conceitos que vão fortalecer a cultura afrodescendente, com a capoeira que já foi esporte e atividade cultural mais praticada no Brasil, que saiu do Código Penal na década de 1930. Mas ela conta muito sobre um passado cruel.”

Nesse processo, destaca-se Mestre João Grande, que teve papel de destaque e vive há mais de 30 anos em Nova Iorque. Foi reconhecido como doutor honoris causa pela Universidade de Boston, nos Estados Unidos, sem ao menos falar inglês. “Ou seja, é um agente cultural que sai de uma cultura perseguida, discriminada, com um olhar menor e, de repente, vira referência dentro de outro país”.

Daí a importância de valorizar os heróis da capoeira no Brasil e os serviços por eles prestados, ressaltou Mestre Sabiá. “A capoeira é uma arte maior que trabalha música, educação, história, valores, ancestralidade, fora todos os benefícios físicos e de coordenação, equilíbrio, percepção espacial. É uma excelente ferramenta pedagógica para o universo infantil, que trabalha com a imaginação.”

Participação
Junto a mestres, ativistas e artistas, o evento contará com a participação da ministra da Cultura, Margareth Menezes, do neurocientista e biólogo Sidarta Ribeiro, do professor de história da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Antonio Liberac, da pedagoga Mônica Beltrão, autora do livro A Capoeira enquanto construção da identidade e de uma educação problematizadora, de Jorge Columá, autor dos livros A Fábula do Berimbau e Lutas e Artes Marciais, além de representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac).

O Rede Capoeira apresentará ainda shows tradicionais e homenageará os mestres João Grande, Acordeon, Boca Rica, Brandão, Felipe de Santo Amaro, Olavo, Pelé da Bomba, Brasília, Virgílio, Cafuné, Carcará, Curió, Mestre Celso e Sombra.

Agência Brasil

Bahia: Troca de tiros entre PM e grupo armado termina com 4 mortes na região da Avenida Paralela, em Salvador

Uma perseguição de policiais militares a um grupo armado terminou com quatro suspeitos mortos, após um confronto na madrugada deste sábado (15), na região da Avenida Paralela, umas principais de Salvador.

De acordo com a Polícia Militar, agentes das Rondas Especiais (Rondesp BTS) realizavam a Operação Erário, quando avistaram um veículo que transitava de forma suspeita na Avenida General San Martin. Os policiais solicitaram a parada do carro, mas o automóvel seguiu em direção à Paralela.

Ainda segundo a PM, os policiais iniciaram perseguição ao veículo e, nas imediações da Av. Luís Eduardo Magalhães, os ocupantes desembarcaram do carro e efetuaram disparos contra os militares.

Houve o revide e, após o confronto, quatro suspeitos ficaram feridos. Eles foram socorridos para o Hospital Geral Roberto Santos, mas não resistiram e morreram. Ainda segundo a PM, outros dois suspeitos conseguiram fugir em direção a uma região de mata. Na manhã deste sábado, um dos homens foi encontrado e preso por policiais que faziam rondas no local.

Com os suspeitos foram encontrados uma submetralhadora artesanal calibre 9mm, três revólveres, uma pistola calibre ponto 40, três coletes balísticos, pinos de cocaína e porções de maconha. Todo o material apreendido foi encaminhado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde a ocorrência foi registrada.

G1 Bahia

Ministra da Saúde cumpre agenda na Bahia neste final de semana

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, estará na Bahia neste final de semana. Amanhã (1°), ela visita Salvador, para uma ação que visa ampliar a cobertura vacinal no estado. O “Movimento Vacina Bahia”, será realizado no Pelourinho, um dos principais pontos turísticos da capital.

Antes, a ministra será convidada para participar do evento Dois de Julho das Mulheres: Liderança Feminina na Ciência, promovido pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), às 10h30.

Targino Gondim celebra carreira e lança novo trabalho neste final de semana em Salvador

Targino Gondim fará um show gratuito neste domingo (18), no Centro Histórico de Salvador (BA), para celebrar 20 anos de carreira e também, lançar um CD que retrata sua trajetória. O “É Festa” traz o autêntico forró que marcou a carreira de Targino.

“Eu pensava em um trabalho que refletisse bem o meu momento agora, e as minhas canções que me trouxeram até esta página da minha vida. Então decidi registrar tudo em um show de aproximadamente uma hora e dez minutos, gravado dentro do estúdio. Levamos pouco mais de uma semana entre gravação, edição e mixagem”, revela o artista.

Casal negro é agredido por suposto roubo de leite em pó em loja do Carrefour em Salvador

Um casal negro foi agredido na área externa de uma unidade do Grupo Carrefour em Salvador, mostra um vídeo que circula nas redes sociais desde sexta-feira (5/5). A rede de supermercados afirma que afastou a equipe de prevenção e rescindiu o contrato com a empresa de segurança responsável pelo local. Não foi divulgado em qual unidade ocorreu a violência.

Na gravação, a mulher é questionada sobre um suposto furto e mostra uma mochila aberta, com embalagens de leite em pó. Ela, que se identificou como Jamile, disse que estava precisando dos produtos. “Por causa da minha filha.”

O homem, que aparece agachado, afirmou se chamar Jeremias e disse ser de Itapuã, bairro turístico da capital baiana. Ele promete ainda não voltar mais ao supermercado. “Não sou ladrão, não”, acrescentou. Ambos levam tapas no rosto, mas não é possível ver os autores da violência.

Nas redes sociais, o diretor de Prevenção do Grupo Carrefour Brasil, Claudionor Alves, chamou o fato de “inadmissível”, disse que “causou profunda indignação” e defendeu a investigação do episódio. “Assumimos a responsabilidade de desligar a liderança e a equipe de prevenção, além de rescindir o contrato com a empresa responsável pela segurança da área externa, onde a violência aconteceu”, disse, em vídeo divulgado no sábado, 6.

Além disso, Alves afirma ter registrado boletim de ocorrência. “Esse crime não ficará impune”, acrescenta. A 12ª Delegacia Territorial de Itapuã, segundo a Polícia Civil, “já tomou conhecimento do crime através dos vídeos e iniciará as apurações dos fatos”.

“Estamos buscando o contato da Jamille e do Jeremias para nos desculparmos pessoalmente, além oferecer suporte psicológico, médico ou qualquer outro apoio necessário”, acrescenta a empresa.

Estadão

Demitido de emissora, repórter vai à delegacia que investiga caso que investiga Golpe do Pix na Bahia

O repórter Marcelo Castro, demitido da Record TV Itapoan, foi até à Delegacia de Estelionato e Outras Fraudes (Dreof), em Salvador (BA) por vontade própria, prestar esclarecimentos à polícia. Ele é investigado no Golpe do Pix, que apura desvio de doações destinadas ao tratamento de uma criança com câncer.

LEIA MAIS

Grupo tenta explodir cofre de supermercado, mas bandido morre atingido por estilhaços

Um homem morreu na madrugada desta segunda-feira (1°), ao tentar explodir um cofre de um supermercado em Salvador (BA). A Polícia Civil do Estado apurou que ele chegou acompanhado de mais três pessoas em um carro, visando detonar o cofre e levar todo dinheiro.

Porém, na explosão, ele foi atingido pelos estilhaços e morreu. Os comparsas recolheram o corpo da vítima, que foi abandonado em Lauro de Freitas. A polícia investiga o caso e tenta identificar os envolvidos na ação.

Mais de 20 anos após, pastores envolvidos no Caso Lucas Terra vão a julgamento na Bahia

Vítima tinha 14 anos na época do crime

Mais de 20 anos após a morte do adolescente Lucas Terra, os homens acusado do assassinato irão a julgamento na Bahia. Fernando da Silva e Joel Miranda sentarão no banco dos réus durante júri popular agendado para o dia 25 de abril. A data foi confirmada pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) nesta sexta-feira (14).

LEIA MAIS

Ordem para ataques no RN partiu de penitenciária em Salvador

Os ataques registrados em diversas cidades do Rio Grande do Norte nesta semana partiu da Penitenciária Lemos de Brito, em Salvador (BA). A informação foi confirmada pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP) da Bahia, nesta quinta-feira (16).

Ao menos parte das ordens para atacar prédios públicos, comércios e veículos foram dadas por Judson Bezerra Araújo Batista. Esse esquema foi descoberto após o Governo do Rio Grande do Norte informar que o detento integra uma facção que age dentro e fora dos presídios potiguares.

Além de Judson, também foram identificados mais três internos que faziam parte do esquema criminoso. O quarteto foi transferido para uma unidade de segurança máxima, cuja localização não foi informada.

Salvador: Record TV investiga se funcionários desviaram doações de telespectadores

Polícia confirmou investigação contra funcionários

O jornalismo quando utilizado para o bem, transforma vidas. Mas no caso da Record TV Itapuan, o uso da plataforma pelos funcionários da empresa virou caso de polícia. Conforme denúncia do Bahia Notícias, a emissora investiga o suposto desvio de doações feitas por telespectadores para ajuda no tratamento de uma criança com câncer.

A suspeita é de que os funcionários teriam ficado com parte da doação feita por Pix. A emissora iniciou as investigações após uma doadora questionar a destinação dos recursos. Entre os doadores está o jogador de futebol Anderson Talisca, ex-Bahia, que teria desembolsado R$ 70 mil para ajudar a menina.

O caso é investigado pela Polícia Civil da Bahia, através da delegacia de Repressão ao Estelionato e Outras Fraudes (DreofCyber), com o apoio do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP).

Salvador: mulher que chamou ambulante de “macaco” seguirá presa após audiência de custódia

A turista de Teresina (PI), que foi detida no Carnaval de Salvador (BA) após chamar um vendedor ambulante de “macaco” seguirá presa. A decisão veio após a audiência de custódia, realizada na quarta-feira de Cinzas (22).

LEIA TAMBÉM

Turista que acompanhava carnaval em Salvador é presa após chamar ambulante de “macaco”

A mulher participava de um bloco na terça-feira (21), quando teria feito a ofensa racista. A prisão foi realizada pela Polícia Civil da Bahia pouco após a fala preconceituosa da turista. Em janeiro deste ano o crime de injúria racial foi equiparado ao de racismo, sendo portanto, inafiançável e sem prescrição.

123